heldercorreia.pt

autodidata, programador e consultor

Testar o Internet Explorer no Mac/Linux

Infelizmente para os desenvolvedores web, nem todos os browsers seguem os mesmos standards e isto é particularmente penoso com o Internet Explorer que é um bicho de tal forma diferente dos outros que não é de se estranhar que frequentemente falamos dos browsers modernos vs o Internet Explorer.

Quer isto dizer que precisamos testar as nossas páginas em todos os browsers para estarmos confiantes que tudo se apresenta em condições para todos, coisa que é mais difícil fazer-se para quem não usa Windows.

Dos browsers mais conhecidos, o IE é o único que apenas existe no Windows. Quem usa Mac ou Linux vê-se obrigado a utilizar algum tipo de software de virtualização. O WINE é um software de emulação muito útil, mas não é livre de problemas. Instalar uma partição iniciável com Windows não é prático porque enquanto estamos em Windows não temos acesso aos programas e ficheiros do nosso sistema de escolha.

A solução mais simples, fácil e popular acaba por ser criar uma máquina virtual apesar do impacto que isso traz à nossa preciosa RAM. Temos então o problema de licenciamento. O Windows é caro, especialmente para quem o usa apenas para testar o IE.

Portanto vemo-nos forçados a piratear o Windows, certo?

Nem por isso. Poucos devem saber, mas a Microsoft disponibiliza as várias versões do IE em máquinas virtuais dedicadas, gratuitamente.

In order to help web designers and web developers test their websites in older versions of Internet Explorer, we’ve provided the following VHD with Windows set up with the specified version of Internet Explorer. The images are patched with the latest security updates and are otherwise clean installs of the operating system with very few modifications.

Internet Explorer Application Compatibility VPC Image

Estas imagens são para a Virtual PC da Microsoft, mas podem ser convertidas para VirtualBox ou Parallels.

Instale o IE da forma mais fácil e gratuita no Mac OS X ou Linux

Felizmente para nós, Greg Thornton criou um script que automatiza o download, extração e conversão para o Virtual Box das máquinas virtuais da Microsoft automaticamente.

As instruções mais detalhadas estão na página do ievms, deixo aqui o resumo para os mais “despachados”.

Assumindo que o Virtual Box está instalado, e o curl também (no Mac OS X instalei com o Homebrew), abre-se o Terminal (ou outra linha de comandos preferida) e basta executar uma das seguintes hipóteses:

  • Instalar todas as versões do Internet Explorer: IE6, IE7, IE8 e IE9

    curl -s https://raw.github.com/xdissent/ievms/master/ievms.sh | bash
    
  • Instalar apenas o IE7

    curl -s https://raw.github.com/xdissent/ievms/master/ievms.sh | IEVMS_VERSIONS="7" bash
    
  • Instalar apenas o IE8

    curl -s https://raw.github.com/xdissent/ievms/master/ievms.sh | IEVMS_VERSIONS="8" bash
    
  • Instalar apenas o IE9

    curl -s https://raw.github.com/xdissent/ievms/master/ievms.sh | IEVMS_VERSIONS="9" bash
    
As passwords de login em todos os Windows é Password1.

Cada versão do IE vem com uma máquina virtual dedicada. O IE6 vem com o XP, o IE7 vem com o Vista e IE8 e IE9 com o Windows 7. Devido a isso é necessário ter espaço suficiente em disco, ou então usa-se um disco externo (há outra alternativa que é instalar por exemplo o IE9 com o Windows 7 e instalar o IETester para ter num único programa as versões todas do IE).

Internet Explorer no VirtualBox

Quando o script termina, ficamos com as máquinas disponíveis no VirtualBox. As passwords de login são todas Password1.

Em caso de erro

Se houver qualquer problema durante a execução do script (comigo houve alguns devido a quebras da ligação à Internet ou extração interrompida a meio), não há problema em voltar a correr o comando vezes sem conta até não existir mais erros. O script é inteligente o suficiente para detetar o que já está feito e não repetir o que já foi completado.

Nota importante

A Microsoft deixa-nos uma nota importante que recomendo ler:

You may be required to activate the OS as the product key has been deactivated. This is the expected behavior. The VHDs will not pass genuine validation. Immediately after you start the Windows 7 or Windows Vista images they will request to be activated. You can cancel the request and it will login to the desktop. You can activate up to two “rearms” (type slmgr –rearm at the command prompt) which will extend the trial for another 30 days each time OR simply shutdown the VPC image and discard the changes you’ve made from undo disks to reset the image back to its initial state.  By doing either of these methods, you can technically have a base image which never expires although you will never be able to permanently save any changes on these images for longer than 90 days.

Uma coisa muito boa deste método é que podemos tirar proveito das snapshots do VirtualBox para retornar o sistema a um estado prévio onde temos mais 30 dias de trial e sem ter que nos preocupar com a ativação do Windows genuino.

Para uso prolongado não é boa solução, mas é fácil e gratuito para para quem não precisa guardar dados nestas cópias de Windows como quem apenas necessita testar o IE e outra aplicação ocasional.

Comentários